Home / Artigos / Creche, uma fase que requer atenção

Creche, uma fase que requer atenção

- Olhar cauteloso sobre o período minimiza os efeitos negativos sobre o desempenho dos animais.
Para melhores índices neste ciclo é indispensável a adoção de um programa efetivo de alimentação.

A saída da maternidade para a creche ocorre de uma maneira abrupta para os leitões e envolve inúmeros fatores estressantes tais como, deixar a companhia da porca, a socialização com um novo grupo de animais, os possíveis desafios sanitários e, principalmente, o tipo de alimento, passando a ingerir exclusivamente ração em substituição ao leite materno. O produtor precisa se ater a todas essas mudanças e fazer o possível para tentar minimizar os efeitos negativos que possam prejudicar o desempenho dos animais.
A mudança nutricional, do líquido para o sólido, eleva a taxa de pH estomacal, aumentando a sobrevivência e a passagem no trato intestinal de bactérias patogênicas ingeridas [01]. Nas primeiras 24 horas após o desmame, também ocorrem alterações funcionais e estruturais no intestino delgado, que compreendem a diminuição na altura dos vilos e redução da atividade específica de enzimas digestivas e absortiva dos leitões [02], dando condições necessárias para a colonização de bactérias residentes ou ingeridas [03], causando as diarreias no pós-desmame. Portanto, para obter um melhor desempenho nesta fase e, consequentemente, ao longo de toda a cadeia produtiva do suíno, é indispensável a adoção de um programa efetivo de alimentação.

Animais mais bem preparados para creche, podem atingir um consumo três vezes maior nos primeiros dias de desmame, quando comparados com leitões não habituados ao alimento. Alguns manejos ainda podem potencializar o consumo na creche, como por exemplo, o fornecimento de ração realizado de maneira frequente e em menores quantidades, visando desenvolver um comportamento alimentar no animal, dando a ele sempre uma ração limpa e mantendo suas características de odor e sabor adequados, além de minimizar o desperdício. O período de tempo após o desmame para o início do consumo de ração, também está diretamente relacionado ao consumo de água. O estímulo para ingerir mais água aumenta o consumo da ração e melhora a digestibilidade.
As estratégias utilizadas para melhoria do consumo da alimentação na fase de creche, justificam-se pela maior taxa de crescimento, melhor conversão alimentar e redução da mortalidade pós-desmame. Soma a isso, a fim de ter leitões com pesos elevados, a melhoria nas condições de alojamento e temperatura ambiente, fatores indispensáveis para o sucesso nesta fase. Portanto, é necessária a atenção devido a todas as transformações que ocorrem nesta fase de transição a fim de assegurar a ingestão de água e alimento de forma contínua, o mais rápido possível após o desmame, garantindo assim, uma melhora no desempenho desses animais.

Saiba mais sobre a nutrição premium De Heus para leitões em www.romelko.com.br


[01] KenwOrthy r. & ALLen w.D. 1966. Influence of dIet and bacterIa on small IntestInal morphology, wIth specIal reference to early weanIng and escherIchIa colI. studIes wIth germfree and gnotobIotIc pIgs. Journal of comparatIve pathology. 76: 291-296.

[02] DOnzeLe J., Abreu M.L.t. & hAnnAs M.I. 2002. recentes avanços na nutrIção de leItões. In: anaIs do sImpósIo sobre maneJo e nutrIção de aves e suínos e tecnologIa da produção de rações (campInas, brasIl). pp.103-161. [03] PestOVA M.I., CLIft r.e., VICKers r.J., frAnKLIn M.A. & MAthew A.G. 2000. effect of weanIng and dIetary galactose supplementatIon on dIgesta glycoproteIns In pIgs. Journal of the scIence of food and agrIculture. 80: 1918–1924. [04] tsÉ, m. nutrIção de leItões de creche: uma fase de InvestImento. set. 2010.

[03] PestOVA M.I., CLIft r.e., VICKers r.J., frAnKLIn M.A. & MAthew A.G. 2000. effect of weanIng and dIetary galactose supplementatIon on dIgesta glycoproteIns In pIgs. Journal of the scIence of food and agrIculture. 80: 1918–1924. [04] tsÉ, m. nutrIção de leItões de creche: uma fase de InvestImento. set. 2010.

[04] tsÉ, m. nutrIção de leItões de creche: uma fase de InvestImento. set. 2010.

Artigos relacionados