De duas a duas mil matrizes e pioneiros em terminação climatizada de suínos no estado de São Paulo

08 abr 2022

Filhos de pais holandeses que chegaram ao Brasil em 1950 e parte da “ninhada” de doze filhos, João Gilberto e Alberto Pedro, atuais proprietários da granja J.A. Agropecuária, localizada em Santo Antônio de Posse/SP, representam a segunda geração de suinocultores da família Van den Broek, que com muita garra, persistência e dedicação mantiveram seu negócio, iniciado pelo pai – um verdadeiro admirador da suinocultura. "Nós fomos ajudando nossos pais no sítio – que era pequeno. Tinham criações de galinhas de postura, frangos de corte, um pouco de gado de leite, mas o forte do meu pai sempre foi suínos", conta João Gilberto.

Sucessão e parceria de sucesso

 

No ano de 1984 Alberto Pedro e João Gilberto assumiram a frente dos negócios definitivamente, seguindo com a suinocultura e a agricultura como atividades principais.

De acordo com Alberto Pedro, eles começaram com uma produção de 14,3 leitões/porca/ano e dentro de um ano conseguiram elevar o índice de produtividade para 18,6 leitões/porca/ano. Graças a novos investimentos visando o melhoramento dos resultados, posteriormente ela foi só aumentando, até chegar ao incrível valor de 24 leitões/porca/ano. "Apanhamos bastante com conversão alimentar, ganho de peso, mas o nosso principal foco era o custo de produção. Foi nesta hora que os meninos da De Heus entraram e até hoje temos uma bela parceria! Eu tenho muito o que agradecer à De Heus e, também, tenho muito o que agradecer aos meus pais, porque foi um orgulho muito grande o que eles passaram para nós - sobre como fazer a sucessão”, diz Alberto.

“E esse é o nosso objetivo, conseguir passar isso para os nossos filhos", acrescenta Alberto.

Um tour pela propriedade

Tecnologia e qualidade como prioridade

 

Rafael Niens, da terceira geração e filho de Alberto Pedro, relata que o avô começou com duas matrizes e que quando passou a propriedade para o seu pai e para o seu tio já eram por volta de trezentas e que agora estão com um plantel estimado em mais de 2.000 matrizes em produção. “Não quero aumentar, eu só quero melhorar e é uma coisa que eu quero levar o máximo possível para frente para deixar o meu pai e o meu tio orgulhosos", diz Rafael.

Atualmente a família Van den Broek se preocupa em garantir que as fases de gestação, maternidade e terminação estejam climatizadas e relatam que antes desse avanço, animais entre 150 a 152 dias apresentavam um ganho de peso de 92 a 93kg, mas que hoje, animais de 151 dias já pesam cerca de 112kg, o equivalente a um ganho de peso diário (GPD) de quase 1kg/animal/dia. Resultados alcançados com o apoio da De Heus e devido à climatização adotada principalmente na fase de terminação, sendo necessário ter atenção redobrada para adequar a ração e os níveis nutricionais para que os animais não engordem tanto. "Eu sempre gostei da parte de tecnologia, então poder aplicar isso na minha propriedade - que veio dos meus avós para os meus pais e que agora está chegando para mim é uma coisa muito gratificante e que me dá alegria fazer!", diz Kollien William, filho de João Gilberto e parte da terceira geração de suinocultores da família.

Juntos avançamos de forma sólida

 

Em relação à parceria firmada com a De Heus, Rafael Niens declara com firmeza: "Uma coisa que garante a gente dentro desse processo também são as parcerias. Hoje você não pode ficar alternando de nutrição em nutrição porque uma hora você cai. Já fazem por volta de seis anos que estamos com a De Heus e está dando muito certo, então é uma coisa que cada vez vai solidificando mais".

Estamos comprometidos em continuar melhorando a qualidade de nossos produtos e a fazer a diferença em cada propriedade que atendemos, seja introduzindo soluções de manejo eficazes seja incentivando o desenvolvimento de negócios rentáveis e sustentáveis, onde quer que atuemos. Lado a lado com nossos clientes, de geração em geração.