Home / Artigos / Cuidados com as futuras produtoras de leite 

Cuidados com as futuras produtoras de leite 

- Maior ingestão de KALIBER INICIAL e LEITE antes do desmame pode melhorar o desempenho na primeira lactação.

Por Emanuel Oliveira, Nutricionista Ruminantes

As atividades agropecuárias são alicerçadas em três pilares básicos, sendo eles: a nutrição, sanidade e a genética. Especialmente para a produção leiteira, pode-se considerar que o cuidado inicial das futuras produtoras de leite é um quarto pilar essencial para a manutenção da estrutura produtora de leite e deve ser conduzida com rigor e padrão para a melhoria dos aspectos produtivos da propriedade. Neste sentido, a De Heus desenvolveu uma linha de cuidados especiais para a alimentação das bezerras e novilhas no início de suas vidas, o Plano Kaliber.

A ciência, como uma importante aliada da produção animal mostra que o investimento nutricional é essencial para obter retorno econômico da atividade. Duas metanálises (procedimento estatístico para combinar dados de vários estudos) publicadas recentemente no Journal of Dairy Science determinaram as relações entre os parâmetros do início da vida e o desempenho de vacas de primeira lactação (primíparas). Neste duas avaliações, observou-se que a maior ingestão de concentrado (ração) e/ou substituto lácteo antes do desmame melhora o desempenho na primeira lactação, evidenciando que o período de pré-desmame é uma fase muito importante na criação de bezerras e novilhas.

A primeira meta-análise incluiu dados de 2.880 bezerras da raça Holandesa de 37 ensaios realizados no Centro de Pesquisa e Extensão do Sul da Universidade de Minnesota. Os pesquisadores (Chester-Jones et al., 2017) descobriram que o ganho médio diário durante as primeiras oito semanas de vida da bezerra melhorou significativamente a produção de leite de 305 dias na primeira lactação: para cada kg de ganho de peso dentro das oito semanas de idade, a produção de leite melhorou 579 kg.

Da mesma forma, na segunda metanálise (incluindo 21 grupos de tratamento) realizada pelos pesquisadores da Pennsylvania State University (Gelsinger et al., 2016) constatou: para cada 100 g adicionais de ganho de peso diário pré-desmame; a produção de leite durante a primeira lactação de uma vaca leiteira aumentou em 130 kg. Além disso, este trabalho mostrou que a ingestão de concentrado é tão importante quanto a ingestão de leite! Na pesquisa, eles descobriram que:

  • A ingestão adicional de cada 100 g/d de leite ou sucedâneo antes do desmame resulta em produção adicional de leite de 138 kg na primeira lactação.
  • Cada 100g/d adicional de consumo de concentrado inicial no período pré-desmame resulta em produção de 127 kg a mais de leite na primeira lactação.

Portanto, focar apenas em alto nível de nutrição via sucedâneo ou leite é apenas metade da história! A outra parte é garantir que os bezerros comecem a comer Kaliber Inicial de 4 a 5 semanas antes do desmame e tenham ingestão suficiente de no mínimo 2 kg de Kaliber Inicial no desmame. Ambos garantem um crescimento adequado do bezerro em torno do desmame e um bom começo no início de sua vida e futura lactação.

O peso corporal mínimo das vacas primíparas necessário para otimizar a produção de leite após o parto é de 85% do seu peso corporal maduro.

Portanto, para tirar o máximo proveito do maior crescimento antes do desmame, um programa adequado de alimentação deve ser implementado também durante todo o período de criação das novilhas, desde o desmame até o parto.

Conheça um pouco mais da filosofia nutricional da De Heus e potencialize o progresso de sua atividade leiteira!